Seguidores

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Seu abraço

Apenas um abraço. Mamu ...
Pra tirar este gosto salgadoe secar meus olhos que ardem.
Mamuzinha
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

escrevi em 2000 e achei hoje

saudade
Saudade doida e saudosa
Saudade de sonhos e suspiros

Saudades de quem nunca vi.
Saudades de sonhos e suspiros
De algo que nunca existiu!
Assinei
CRIS quinta feira
03/08/00


INTERESANTE QUE EU NÃO USAVA O NICK CRISTAL QUE HOJE USO E AS VEZES ESCREVO CRIS. . A vida é feita de tantas estradas , as vezes passamos antes por caminhos ainda não trilhados e sentimos a dor do futuro. As vezes nosso coração divide com o passado a dor dilacerante para podermos suportar a dor do presente. E       em algum lugar encontramos esta incruzilhada e nos vemos Meu eu  comigo mesma.Espero não estar partilhando agora esta dor dilacerante ...Não sei se vou aguentar esta dor que meu peito sopra ao meu ser. Não sou tão forte assim.     Não quero sofrer alem de minhas forças. Quero flores e amores ,chega de lágrimas e espinhos. Tem algo sufocando meu espirito, minha alma chora.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Vou dormir ....Acordarei eu mesma?

Por te falar eu te assustarei e te perderei? Mas se eu não falar eu me perderei, e por me perder eu te perderia
Clarice Lispector

"Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso."
Clarice Lispector


Meu silêncio esta gritando em mim Dione Fonseca

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sou tão Clarice...Barbaras e Clarices somos tão parecidas....

Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.Clarice Lispector

..................................


Sinto a falta dele
como se me faltasse um dente na frente:
excrucitante
Clarice Lispector


Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.
Clarice Lispector
Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.
Clarice Lispector

----------------------------------------------------------------------------------------------

Sou tão Clarice que quando a leio penso que fui eu que escrevi..
Não sei se Clarice tinha peixes e se alguém a alimentava todos os dias. Não sei se Clarice tinha flores que alguém collhia e mostrava para outras pessoas . Não sei se |Clarice tinha visitas todos os dias.
Beijas flores visitam canteiros de outros jardins...Não sei o que Clarice diria Mas sei o que ela sentia.
Clarice amava e sofria
Barbaras e Clarices somos tão parecidas....
As vezes é bom chorar um choro diferente ,carente . Decepção é algo amargo. Colocar pessoas em pedestal ...mas ele não pediu fui eu que o coloquei, ficar acima cansa... Eu falo através de Clarice
Quem sou eu? Me perdi
 Me chamam Dione
---------------------------------------------------------------------------------
O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós.
Clarice Lispector
Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente
Clarice Lispector

Já que se há de escrever, que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas.
Clarice Lispector
Por enquanto estou inventando a tua presença...
Clarice Lispector



........................................................................................................................

por favor ,por favor ja não sou Clarice,sou eu mesma e minha dor
Dione Finseca


Por te falar eu te assustarei e te perderei? Mas se eu não falar eu me perderei, e por me perder eu te perderia
Clarice Lispector
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 6 de novembro de 2011

Oração de uma mulher apaixonada






Que em seu caminho não exista espinhos, mas o verde da relva macia e o cheiro bom da natureza. Que o canto de passarinhos te refaça e seu coração esteja em paz e feliz.
Ao entardecer tenha os raios dourados da terra colorindo seu horizonte e possa voltar para seu lar feliz. Que encontre sua mulher amada cheia de caricias e alegrias pela tua presença. Que seja escutada quando contar fatos de sua vida e sirva de conforto ao relembrar de tempos passados mesmo que pessoas amadas estejam distantes, mas possa sua companheira servir de balsamo e sentir a ternura que meu coração sente por você neste momento. Que haja amor em seus olhos ao olhá-la e que possa sorrir em seu coração. Que quando a noite avançar você possa dormir e descansar e acordar com o cheiro bom do café e o sorriso dos que te ama. Que suas dores sejam amenizadas e sinta a beleza do universo. Que o sol traga com seu calor um dia de novas esperanças e realizações e sentimento de esperança e paz. Que o sorriso de sua face que em meu coração relembro perdure sempre mesmo nos momentos difíceis e passageiros. Que no decorrer do dia possa ver o carinho das pessoas ao falarem com você. Que você possa todos os dias sentir a presença dos anjos em sua vida e ser defendido por eles. Em minhas orações sempre elevarei meu coração ao Eterno por sua pessoa mesmo que eu não esteja perto desfrutando de sua presença amada. Você sempre será meu amado aquele que esperei por toda vida e tive a dádiva de encontrar; seu sorriso é musica, seu semblante em mim carrego, sua voz é conforto. Suas atitudes só me levam a querê-lo sempre mais. Agradeço ao Criador ter me proporcionado estes momentos eternos. A vida nos presenteia com momentos lindos e inesperados e encontrar minha alma gêmea foi e será mágico . Por tudo que eu sinto e quero agradeço ao Criador.
Meu amado, meu sonho.
Que os anjos levem minha prece e voltem em benção saúde e carinho.   Que você neste momento sinta paz. A paz que eu desejo de todo coração ao homem que eu amo e me ensinou que amar é querer o outro feliz, mesmo que sinta uma amargura dentro da alma pela saudade pelo desejo de estar onde meu coração repousa, sem poder estar, junto do amado. Do futuro nada sei. Mas Deus é misericordioso com quem ama e fica nas entrelinhas meu grito aos céus. Que você seja feliz. Para Deus ofereço este amor


Dione Fonseca
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 23 de outubro de 2011

Andrea Bocelli e Sandy -Vivo Por Ella

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Apenas a musica.. e... eu não existo sem você

Insõnia

Você já sorriu pra não chorar?
Quantas vezes sorrimos sem que o coração sorria?
Quantas vezes temos vontade falar e calamos. Mas eu proponho a mim mesma não retrucar, não ofender. Não quero, a paz é a melhor solução e não haverá outra
.
 Ser forte não é gritar mais alto, nem ter a última palavra. O silêncio responde. Escutar musica no meio da noite quantos todos dormem e o silêncio tudo envolve
Estar realmente só, todos dorme. Vou escutar a musica e sonhar com risos, beijos, amor
 Escutar meu coração...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Sonhando e escrevendo: Saudade

Sonhando e escrevendo: Saudade: Saudade Saudade Emoção que meu peito toma Doendo em minha alma Vendo em minha mente quem amo Sem poder alcançar amor que Deus me deu.... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Saudade


Saudade

Saudade
Emoção que meu peito toma
Doendo em minha alma
Vendo em minha mente quem amo
Sem poder alcançar amor que Deus me deu.
Em sonho te chamando
Teus lábios beijando
Quem de você não esqueceu
Teus olhos nos meus
Fazem-me lembra
meu corpo estremece
Neste etéreo mistério
Que é te desejar
Eu sempre revivo
Na saudade sofrida
Querendo novamente te amar
Dione Fonseca ( Mamuzinha)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Noites de silêncio





Noites de silêncio



Escorre-me pelo corpo gotas de água
Refresca minha pele sedenta
Corre em minha alma lágrimas rubras
Desliza em minha face o gosto do sal
A espuma meu corpo perfume...
Tirando dele suor...
Minha alma grita teu nome.
Sufoca meu peito a dor.
Minha pele quente minha alma cansada
Evapora se a água (...)
Seca a lágrima rubra
A camisola sobre a cama
Meu corpo se envolve no azul
Meus cabelos em cascatas no travesseiro.
È madrugada e não durmo
Queima minhas entranhas
Meus braços o vazio abraça
A fêmea em mim o macho chama
Queima nesta chama sem descanso.
Vagueio no infinito olhando estrelas.
E você longe não pode ouvir
O lençol me envolve
A solidão doida posso sentir
Onde esta a razão do meu fogo?
Arde e queima dentro de mim.
Espasmo de dor e vazio
Realidade que não quero mais sentir.
Escuto o silêncio da noite
Minha alma grita
Estrelas não respondem...

Dione Fonseca

Dione Fonseca ( Mamuzinha)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 9 de outubro de 2011

Pensamentos

Os olhos do amor vêem em nós as qualidades e o bom os outros só enxergam o negativo segundo sua própria dedução e na maioria das vezes seus julgamentos são errados. (DF)

Lindo e diria mais
O vento balança os galhos para que as folhas caiam ao chão fertilizando o solo para que a arvore fortaleça com seu próprio adubo renovando a vida. Somos como as arvores nossas idéias e nossos atos nos fortalecem w geram muitos frutos. (DF)

Amar sem ter, é noite...
Solidão, insônia
Pensamentos doloridos
Espera interminável que me faz morrer
Angustia do não saber o amanhã.
Por quanto tempo sobrevirei?
Ciúmes, fel que me amarga o ser.
Escuro e silencio, viverei até o amanhecer?
E o amanhã será diferente?
O nada responde.....
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Devaneios de Barbara

Devaneios de Barbara

La vai Barbara doce Barbara
Levando no peito amor
La vem Barbara sofrida Barbara
Levando no coração a dor
La vem Barbara chorosa Barbara
Soluçando saudades de seu amor
La vai Barbara triste Barbara
Louca Barbara louca de solidão
Saudade no peito, amante no coração
Lembranças lindas ausência sem solução
Beijos e suspiros revivendo as noites repletas de afeição
La vai Barbara descalça cantando pelas ruas sonhando mergulha os pés em riachos passados momentos de afeição.
 La vai Barbara apontada pela cidade mulher sem valor.
La vem Barbara sorrindo pra lua momentos vividos de calor.
As mal amadas invejando Barbara tudo dariam pra viver este amor
Louca Barbara sozinha caminha no peito dilacerando solidão e saudade de quem tanto amou
Suspira Barbara, abrindo os braços sentindo o abraço de quem a idolatrou.
 Brilha a estrela no céu infinito levando a luz, unindo amantes distantes, sentindo a presença e o carinho de quem a vida separou.
Pela cidade caminhando existe outras Bárbaras vivendo a presença de distante amor.
No peito transpassa a dor da saudade invocando Barbara gemendo de ardor
 No silencio da noite invoca almas de     amantes em soluços rezando, protege este amor
Não reviva a historia de triste amante morrendo distante sem ter do amado o calor.
As mãos levantadas aos céus suplicando a alma gritando em amargura
Apenas o silencio expressa a angustia.
O universo se cala, o nada responde,
Grita a alma enlouquecida de mágoas.
Pelas ruas caminha nova Barbara rindo sozinha caminhando com seu amor.
Dione Fonseca




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 25 de setembro de 2011

Teu semblante



Acordei..
Teu semblante a mente vem.
Já não consigo dormir
Minha alma chama pela sua
O vazio é imenso
Vazio dolorido sufocante
Silêncio que grita dentro da alma.
Deixando-me surda para o mundo
O desejo do toque, do sentir.
O morno da pele, tato
Em vão minhas mãos te procuram
No infinito da minha paixão por você.
Meus olhos te vêem mesmo sem ver.
Meus sentidos te sentem
Na minha boca seu gosto.
Nas minhas narinas teu cheiro.
O som da tua voz escuta ..
Minha alma te vê em minhas recordações.
Toco-te demoradamente.
Seguindo cada linha de teu rosto amado.
O frio da noite.
A quietude do silêncio.
A espera...
Saudade...
Solidão...
Eu...
Nós
Lágrima.
Dor.
Esperança.
Sempre você.

Dione Fonseca
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Shana tová

"Yehi Ratson milefanêcha sheticrá rôa guezar dinênu, veyicareú lefanecha zechuyotênu".
"Possa ser Tua vontade que o decreto ruim de nossa sentença seja rasgado em pedaços, e que nossos méritos sejam proclamados perante Ti".




Aos meus amigos eu desejo um ano doce, que a alegria seja verdade todos os dias e nossos nomes escritos no Livro da vida.
 Shaná tová Umetuká  5772
Dione Fonseca

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Meu certo meu errado

Meu certo meu errado

Existem amores certos?
 Vi tantos amantes certos darem errado.
 Vi tantos sorrisos transformarem em dores
Senti tantos errados serem eternos enamorados
Onde estou serei o errado certo ou o certo errado
Incógnita do meu ser
 Já não sei se estou abençoada ou
Trilho a meta errada

Quem poderá me dizer se não for você
Que canta comigo a mesma canção
 Destoaremos no final ou seremos eternos namorados
Só sei do amor que sinto em meu cansado coração
Que bate forte por você
E continua uníssono nas notas mesmo estando errado
Onde fica a divisa do certo ou errado
Já não sei se somos paralelas ou cruzadas
Apenas a nota La que marca meu horizonte
 onde espero o sol a brilhar nas noites escuras
me mostrando o certo dentro do errado...
Dione Fonseca
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Poetas são como a Fênix

“Poeta se cala, mas sua alma tumultua. E ressurge como a Fênix das cinzas mais belas com mais conteúdo. Suas lágrimas outras dores cura.” Dione Fonseca.
Para vc amado meu


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Sentinebtos meus


posted by DIONE FONSECA 9:14 PM







Apaixonada


















Lá vai ela semblante indefinido
Passa sem olhar
Seus pensamentos longes
Em seu amor a pensar
Em seu coração apenas desejos
E lembranças de alguém
Em sua mente está casada
Seu coração de um só
Esperando ser e ter
O homem que a fez amar.
Sem entender o destino
E a razão e o porque
Suspira pelo caminho
Sem poder o esquecer
Eles não têm direitos
Nem o pode querer
Mas o destino a fez por ele querer
Amando com todo ardor
Quem a disse amar
Seque pela vida
Sozinha a suspirar
Esperando pelo companheiro
Que um dia há de vir
Sem entender o destino
Que a fez assim amar.
Dione Fonseca










Sábado, Junho 25, 2005


Meu adormecer

posted by DIONE FONSECA 5:46 AM

















Quando vou dormir
Olho seu retrato
Procuro esquecer sua ausência..
A foto me mostra seu rosto
Envolvida assim
Por lembranças tento dormir
Nesta inquieta solidão
O sono vem
Meu coração a bater
Em sonhos tento esquecer
Sua ausência doida
eu sem nada, esvaziada.
Sonhando com horas de tristezas
e horas de alegrias
Em meus sonhos conjugo o verbo amar.
Fazendo amor com sua alma
Que junta a minha está.
Vem à lua invejar este doce amar
Meu príncipe encantado
O eterno namorado
Em meus sonhos sempre está.
Logo vem o amanhecer trazendo inquietação.
Vejo-me novamente na solidão,
sentindo novamente a saudade.
Fico a esperar sua presença amada
para poder te beijar e acariciar
Mesmo sabendo que você
não vai aqui estar.
Eu continuo a te aguardar.
DIONE FONSECA




Quinta-feira, Junho 23, 2005

posted by DIONE FONSECA 11:44 PM







Insônia










O Relógio marca 03:30
Não consigo dormir
Tão pouco eu pedi...
Dor do agora
Gosto amargo
Ilusão desfeita
Olhei tanto para o telefone
Que tocasse fiquei a esperar
Minha alma chora
Vontade e desejos
Meu mundo que se esvai
Metade que me falta
Gotas do meu ser
Se desfazendo em lágrimas
Que rolam sem parar
Sem conseguir apagar
Da solidão o fogo
Que me consome por inteira
Saudade de sentir
O calor de seu abraço
Enlaçando-me a alma
Quebrando o gelo da solidão
Que dissolve a vida
E se esvai no sabor salgado
Molhando minha face
Entristecida pela falta de sua voz
Que até a mim não chegou.
Gostaria de neste momento
Aconchegar-me a você
Repousar no seu peito
Ouvindo seu coração bater
Adormecer sentindo seu cheiro
E amor a me embalar.
Perfeita harmonia, unisso.
Segredos de quem ama trocar
Quem pode entender
A euforia da presença,
O lamento de longe estar
Cativa pela sua presença
Vivendo e sentindo morrer
Desfalecendo sem poder curar.
A ferida a sangrar com sua ausência
Tendo por companhia a solidão
Você esta em meu destino
Impedindo-me de ir.
Ao seu encontro amado
Querendo beijos que me saciem o ser
Buscando a ternura de seu olhar
Sem você vida não posso ter.


Dione Fonseca.










SABOR DE CAFÉ



Olhando a água fervendo.
As chamas crepitando
Meu amado esperando
O café que estou coando
O aroma subindo tomando o ar
Tem amor misturado
tomando meu coração
juntos calados saboreamos o café.
Desce esquentando com todo sabor
Meus olhos também aquecem
Ao sentir o seu amor.
Breve me beijaras partindo
Seu gosto em minha boca ficara
Misturado com o café
que acabou de tomar.
Todas as vezes que eu sinto este sabor
Recordo-me do meu amor
Gosto desta bebida forte
Que o dia me anima
Meu amado também é forte e
Embeleza-me o dia.
Quando eu estou sozinha
Fico a recordar
Sinto seus beijos
Vejo me a suspirar.
A única coisa quer me consola
É uma xícara de café tomar
Sentimento vem à tona
Misturado com seu sabor
Nesta lembrança eu revivo
Sentindo alegria e amor.
Breve te verei novamente
Seu lábio beijarei
Seu sabor sentirei
Sem ter tomado café.

Dione Fonseca
13/05/2005



A estrada

Primavera campos floridos
A estrada tem rumo certo
Eu passeio por ela sem rumo
Apenas sinto o vento e sigo
Norte ou sul leste ou oeste
Nada importa só passo
Olho a estrada sigo o sol
Ao lado arvores e pássaros a cantar
A sombra protege quem quer descansar
Um regato preguiçoso a correr
Mato minha cede tenho tempo a perder
Não sinto pressa
Apenas penso no sol
Que é o tempo?
Feliz eu estou
Caminhando por entre caminhos
Continuo a não saber aonde vou
Nada me incomoda solidão.
Aqui estou
Caminho sozinha sem sombras no chão
Pra onde vou não sei ..apenas que vou
Onde para meu horizonte
Rumo para lá...Será que chego?
Verei quando chegar.
Meu horizonte é você!

Dione Fonseca/

Dancemos


Dancemos
Ofuscada pelo silêncio.
Começo a cantar.
Moléculas de suor estão a rolar.
Voltamos a nos encontrar.
Alegria é tempo de amar.
Baila comigo ouvindo a canção.
Beija-me me abraça sinta meu coração..
Dance comigo me de seu calor
Misturando ao meu corpo seu suor.
Essência da vida fluindo pra mim
Abraça-me me enrola festejemos nosso amor.
Faz-me sentir agora todo seu sabor.
Leva-me ao reino magia onde gemo sem dor.

Dione Fonseca

Em seus braços


Eu que em seus braços estive
Não posso mais esconder
Que agora só penso em você
Pedindo vem ficar comigo
Sou louca por você
Se não está ao meu lado
Fico sem viver
Só esperando a hora
De estar com você
E se não te alcanço
Fico triste
Minha alma só te chamando
Com medo de te perder.
Venha logo, não demores
Que eu não sei lhe esperar
Prefiro a fome, o frio
Que não ter você a me abraçar
Basta apenas um minuto
Pra minha saudade transformar
E um rio de carinhos
Minha alma começa a cantar
Basta olhar em seus olhos
E ver nele tanto querer
Tocar em suas mãos
Você é tudo que quero ter.
Estou te esperando
Meu coração está cantando
Chamando por você.
Vem, meu braço e abraços são seus
Os meus lábios também
Minha vida é sua meu amado e meu bem...

Dione Fonseca

Escrevendo pra você

È noite
Uma brisa suave
Amena roça meu corpo
Sinto sua caricia em mim
Hoje nada escrevi ao meu amado
Não falei com ele através de minhas mãos.
Nem enviei meu amor até onde ele está.
Só agora no silencio da noite
Calo-me e começo a pensar.
Pensar em você sempre eu penso
Cada milésimo de segundo.
Neste mundo doce e amargo,
Cheio de dores e cores,
Hostil e febril,
Respirando e lutando,
Cheia de encanto e pranto
Encontrei um oásis.
Onde descanso
Quando sedenta
Lavo-me na sua fonte
Tirando todo cansaço
Toda febre de meu corpo
Entorpecido pelo calor do sol.
Sinto-me qual viajante arrastado
Abandonado ao deserto.
E ao te encontrar minha alma acalma
É meu paraíso e de você eu preciso.
Você é minha segurança
Eu refugio nas lembranças
Deste doce amor meu.
Do meu pequeno destino
Tenho uma certeza
É minha fortaleza
Nas lembranças minha alma acalma
Tornando meu travesseiro
A luz do meu candeeiro
Uma constelação nascendo
Do meu coração cheio de encanto
Levando embora meu pranto
Nesta saudade
Toda vontade de te abraçar.
Cheia de ilusões e tentações
Uma imensa vontade
Em seus braços ficar.
Assim fico aqui sozinha
Lembrando de você a suspirar

Dione Fonseca



Acordei com
A jandaia chamando
O canto me embalando
O sol brilhando lá fora
Um sorriso em meus lábios aflora
A jandaia chamando
Meu passarinho querido
Veio me acordar
Com seu trinado suave
A sua companheira amada
Fez-me logo cedo sonhar
Levantei pensando
Que dia lindo
Para amar.
O céu bem azul
Pessoas indo e vindo
Do norte para o sul
Borboletas estão voando
Aves cantando
O murmuro do riacho
Levando me a sonhar
Um casal já cedo namora
Ela toda a suspirar
Ele com os olhos a devora
Dizendo que a quer amar
Suas mãos entrelaçadas
Querendo sempre assim ficar
Eu a janela olhando
Sonhando com alguém
Que por mim também suspira
Sem saber que suspiro por ele também
Ergo aos céus uma prece
Agradecendo ao criador
Por fazer coisas tão belas
Por me dar tanto amor.
A natureza canta
Um hino de louvor
Eu pedindo a Deus
Proteja meu amor.
Onde ele estiver
Receba neste momento
Esta oração de sentimento
Meu carinho e saudade
Que minha alma invade
Através do Criador.
Que a Jandaia que canta
Seja a minha oração
Levada ao vento
Por montes, colinas.
Mares e pensamentos
Ao som desta canção de amor.

Dione Fonseca



Sim me queira mais...


Seu querer me faz caminhar por estradas incertas
Leva-me a pisar em espinhos nunca imaginados
Torturas-me sendo um carrasco impiedoso
Que feres várias vezes sem acertar o ponto fatal
Fere de uma só vez, não seja cruel.
Destrói aos pouco, lentamente, sofridamente
Cospe no rosto de quem te deseja
Quebra este coração que se tortura por você
Destrói de uma só vez esta insensatez que é amar você.
Loucura, paixão, desatino nada importa.
Beija-me, abraça-me envolve me nesta loucura.
Queira me mais e mais e mais...
Dione

Caçador Apaixonado


Lá vinha ela quieta pronta para atacar!
Suas unhas afiadas querendo arranhar,
Vinha no meu rastro querendo me devorar.
Eu a espreitava querendo capturar,
Mal sabia eu que ela ia me conquistar
Fazendo-me só pensar esta onça enjaular.
Preparei a armadilha e ali fiquei.
Quando ela chegar eu a enlaçarei.
Caiu na armadilha que pra ela preparei!
Esta onça eu vou domar nem que eu
tenha que o dia todo com ela passar!
Perto da cerca eu a amarei!
Debaixo da árvore eu a amansei!
E foi nesta luta sem glória,
Que a onça eu domei!
Mas pior disto tudo
que pela onça me apaixonei,
Hoje ela é cordeiro
e eu seu quardião!
Desta danada da onça
que roubou meu coração!
Mal sabia eu que a onça também se apaixonou
E no meu rastro pra sempre ela ficou!

Dione Fonseca

Mamu


">
É para você que escrevo.
Porque deveria calar
É você que eu busco
É com você que quero estar.
Quem pode entender a razão e o porque
Nem eu mesmo entendo nem eu sei dizer
Talvez seja seu sorriso ou algo que esta dentro de você...
Olho as estrelas em noites de luar é com você que sonho
Querendo sua imagem tocar...Tocar as estrelas...
Pode alguém tocar?
Por certo queimaria antes mesmo de lá chegar
Minha alma tornou se extrato da tua.
Sem poder extinguir tal sentimento
É infindo, infatigável e infinito.
Como se um pacto tivesse feito com o destino
De sempre te amar,
Permeio minha essência com a tua
Nem sei mais quem sou.
Tornei-me pedra
Mas derreto se em sua presença estou
Estrelas são quentes.
E diante de um sol estou.
Porque sinto frio?
Falta me o calor...
Não sei o que a vida me fez. nem sei aonde vai tanto amor.
Sei que a saudade que sinto me causa dor.
Mas eu minto porque a saudade é tua e aí te sinto
E você não me causa dissabor
Sinto tua alma perpassar a minha
Este momento quero perpetuar
Mas me desfaço em fios querendo te enlaçar.
Mas almas não se prende são livres para voar.
Desguarnecida sigo a caminhar...
Encravada em tal sentimento
Que chego a não suportar.
Ausência... Saudade... Silêncio.
Coração que pede a presença do amado.
Sem poder estar!
Que fazer se agora não consigo viver sem te tocar.
Teu nome eu nunca disse nas rimas que eu faço.
Mas hoje é diferente
Não me importa que outros saibam.
Que te amo Mamu para todos vou dizer
Porque estas palavras escrevi para você
Não foram apenas estas, todas as outras
Também as escrevi pensando em você.

Dione Fonseca

Você é Água


Sentada na rede eu olho a vidraça à chuva bate vejo gotas a rolar.
No meu coração também alguém bate é a saudade querendo morar.
Já rola lá dentro gotas de um pranto por quem foi embora dizendo vou voltar!
Voltar para onde? É aqui que você mora! Dentro deste peito que é seu lugar.
Afagas-me, me embala, me fases suspirar.
Volte depressa para nosso ninho que cheio de carinho você vai ficar .
Envolvo te nas minhas ondas dentro da rede eu fico a sonhar.
Olhando pra fora todo molhado te vejo chegar,
correndo te abraço não sentes cansaço
somente queremos em nosso amor afogar.
Meu amor é a água que com a água do teu corpo vai transformar...

Dione Fonseca

Apaixonada


Lá vai ela semblante indefinido
Passa sem olhar
Seus pensamentos longes
Em seu amor a pensar
Em seu coração apenas desejos
E lembranças de alguém
Em sua mente está casada
Seu coração de um só
Esperando ser e ter
O homem que a fez amar.
Sem entender o destino
E a razão e o porque
Suspira pelo caminho
Sem poder o esquecer
Eles não têm direitos
Nem o pode querer
Mas o destino a fez por ele querer
Amando com todo ardor
Quem a disse amar
Seque pela vida
Sozinha a suspirar
Esperando pelo companheiro
Que um dia há de vir
Sem entender o destino
Que a fez assim amar.
Dione Fonseca


posted by DIONE FONSECA 11:28 PM







Espero...









Espero por você.
Espero para te abraçar.
Espero para ser feliz.
Onde você esta?
Sei onde!
Mas não posso te alcançar.
Local que esta;
Não sei!
O que faz?
O que pensas?
Talvez pense em mim.
Eu penso em ti.
Estamos ligados
Isto eu sei
Viras até mim.
Dione Fonseca





















Coração ferido[/color]









[Ando por caminhos onde não estás
Caminho por onde não te vejo.
Minha alma procura a sua.
Neste desejo infinito.
Ouvir sua voz e sentir seu calor.
Procuro sua imagem
nos que passam por mim.
Coração ferido por não te ter.
Olho para o infinito,
brota uma prece em meu coração.
Deus abençoe meu amado.
Leve a ele minha prece e meu amor.
Que ele sinta meu carinho ,minha saudade.
Esta dor que meu peito invade,
meu hino de louvor,
minha prece ao Criador.
Seus beijos eu recordo nesta doce solidão
Sentindo na alma as caricias de quem eternamente vou amar.
Serenamente vem à noite
No céu estrelas a brilhar
Meus olhos também brilham
Olhando para o firmamento
sentindo da brisa a caricia
Parece você me fazendo um carinho
mostrando seu amor
Minha alma te sente.
Acalma meu coração.
Ilusão de sentir da brisa seu calor.
Nesta imagem me aconchego,
neste doce encanto.
Ausência que me atormenta,
exercendo na alma um fascínio.
Sem te esquecer segue a te amar
Dione Fonseca




















MAMU E O AMOR









Matizes tingem segredos silenciosos
livro aberto por você escrito
que em mim palpita
em desejo meu corpo pulsa
sinto o gosto de tua boca
qual taça de vinho em mim embriaga
amantes que se desejam e se deliciam
envoltos em lençóis jogados
a pele em delírio queima
sem pejo em você me sacio
apaixonada ,úmida de volúpia e gozo
através do meu corpo no seu jorrando
em gemidos de êxtases sem fim.

Dione Fonseca

posted by DIONE FONSECA 10:30 PM







Minha estrela


















Minha estrela está sem brilho
O céu cheio de nevoa
Aos poucos se apaga
Minha dor não leva
Minha vida é triste
Vivendo de ilusão
Aos poucos vou morrendo
|Sem esperança sem canção
Meus olhos estão doendo
De procurar por você
Acenas-me e foge
Já não busco por vocÊ
MEU CARINHO JÁ NÃO QUER
Nem meu beijo quer sentir
A dor me tomou a alma
Já não vivo eu morri
Viver como eu vivo
Sem poder te ter
Não é vida é tristeza
Que saudade de você
Acenas-me de longe dizendo me querer
Mas se chego você foge
Amor que não me quer
Mesmo podendo me ter
Digas-me o queres
Ou me mate de uma vez.
O veneno da saudade
O fel do meu viver
Estão em meus olhos
só você que não vê.
Não sei o que fazer.
Choro.................
A ESTRELA SE APAGA
Dione Fonseca







Minha oração!





posted by DIONE FONSECA 9:40 PM
Terça-feira, Junho 21, 2005


posted by DIONE FONSECA 11:41 AM







Carência









Meus passos ressoam no chão
Silêncio na rua
Barulho em meu coração
Escutando caminho sozinha
Tudo que vivo com ilusão
Não sei onde estou
Vivo no mundo da lua
Pensando querendo sua companhia
Não sei o que fazes agora nem onde estás
Mas em mim és vivo e presente
Faço de conta que junto estou.
Sinto seu perfume
A brisa sempre o traz
Repito mil vezes :
Pense em mim!
O que eu tenho medo
É de você me esquecer.
Venha me abraçar.
Nesta doce solidão povoada de você
sigo em frente pensando ter sem ter.
Onde estás? Vem me ver!
Dione Fonseca










Mamu e o Mar









Você veio devagarzinho
Como um suave marulhar
Parecia uma onda
A praia querendo amar
Eu sentindo calada
Seus carinhos me tocarem
Apaixonei-me pela onda
E desejei ir para o mar.
Fico aqui lembrando
neste doce recordar
querendo novamente
ser areia e você o Mar.
Dione Fonseca










Saudade e chuva











Olho a janela à chuva cai
Balançando as folhas verdes do café
Da terra o cheiro úmido do chão espalha pelo ar
Embriaga me o aroma da terra molhada.
Recordações a mente me vem
Seu beijo molhado o gosto do café.
Seus olhos brilhando
Seu sorriso me acalentando
Suas mãos me afagando, meu rosto segurando
A doçura dos seus carinhos está me chamando.
Nesta saudade que sinto de você.
A chuva caindo a terra regando
Parece que está cantando
Uma doce canção pra você.
Meu coração esta voando,
querendo estar junto lhe amando.
Dizendo o quanto amo lhe ter.
O céu está se abrindo o sol já vem vindo.
Parece estar sorrindo me dizendo
Que ainda verei você.
Sonhando acordada de ilusões alimentada.
Nesta esperança de um dia
Abraçar e poder lhe dizer
O quanto eu sinto falta do
amor da minha vida que é você..
Dione Fonseca










O amor é eterno


















Meu amor é eterno.
Porque vive dentro de mim
Nele é meu hospede
Sempre comigo junto .
Quando adormeço seu semblante
é minha ultima lembrança
Quando desperto seu rosto eu vejo .
Neste doce encantamento
sempre com você a sonhar.;
Sinto um soluço não é dor .
Saudade que em mim mora
Por não ter seu calor nem poder te tocar
seu cheiro me vem a mente
Tudo é presente
Amor que tenho e sempre vai estar.
De saudades vou vivendo
Sinto aos poucos morrendo
De tanto querer te encontrar.
Beijo ao vento , lagrima de amor
Encontro sonhado você é
e será sempre meu amor.
Em mim morada eterna
DIONE FONSECA







Morrer de amor











A flor se abriu sorrindo
Apaixonou se pelo sol
Que cedo a acariciava com seu calor
Mas ela não sabia
que tanta alegria se tornaria dor
Uma sombra no céu apareceu
Nuvem negra o sol encobriu
Veio a neve
A rosa não entendeu
Onde está o amor meu?
|Seus raios já não me aquecem.;
E tanta foi à dor que a rosa morreu
Suas pétalas caíram
Seu talo murchou











Princesa de um reino só.
Se um reino almejado
Reino sonhado
Onde um rei encantado reina
Num pequeno pedaço de coração lacrado
Reino do amor
Monarca absoluto
Sem rival reina.
Sua corte o cerca.
Carinho, paixão e amor.
De uma súdita apenas
Tens todo amor.
Ela é ciumenta.
Não quer ninguém lá.
Pra que possa seu rei
eternamente amar.
Suspira com fervor
atende ao seu amor.
Nada falta tudo é.
Neste castelo de sonhos.
Meu rei você é.
Mas teve muitas alegrias
viveu um grande amor
Dione Fonseca



posted by DIONE FONSECA 11:40 AM

posted by DIONE FONSECA 11:39 AM







Não sou ...









Pensando no extraordinário
Brincando que é necessário
Pensando algo meu
O desejo acendeu
Tendo um pressentimento
Varrendo-me o pensamento
Escrevo com atrevimento
Sem pensar em sentimentos
antes que eu desanime
e a paixão me alucine
deixando sem clareza
sentindo entrelaçada
sendo nela afogada
querendo e gemendo
não tendo alegria
que a tudo recria
que estranha façanha
falar de amor
Sem ter dor
Sem penúria e lamuria
Caminhando com carinho
Escrevendo o amor
Tendo a caneta a mão
Sentindo emoção
Com toda aflição
Mesmo nesta solidão
tendo no coração a espada
Olhando a noite enluarada
Sonho com você
Sem saber o porque
Desejo-te tanto
Com luxuria e fúria
Perdida e esquecida
nesta estrada comprida
sendo você minha vida
sentindo a ferida
sangrando em paixões
como uma corredeira
indo a cachoeira
afogando em tensões.
Bailarina alucinada
Mas sentindo renovada
Libertando-me de prisões
Corro ao seu encontro
Como uma cascata
Tocando uma sonata
Neste mar de ilusões
Buscando meu amado
Para viver minhas paixões.

Dione Fonseca







Viver sua presença em mim.









Vem quero te dar este amor inteiro.
Viver sua presença em mim
Sem sonhos com realidade.
Meu olhar tremula te procurando
Você mudou minha vida
escrevendo em meu coração cada linha
com seu carinho e sedução
olharemos juntos a lua indo e o sol vindo
Vivendo nossa história nossa paixão
Quero vê-lo sorrir, sentir sua alegria
Espera-lo todo dia, em minha cama ver dormir
Ouvindo as estrelas cantando pra nos dois
Com você minha vida somar viver este sonho
Sua ausência dói e minha vida é lhe amar.
Continuar amando pela eternidade
junto de minha alma gêmea .
Sabendo que eu te amo eu preciso e quero você.
Você é meu mar calmo em chamas .
Tudo que quero é você.
Dione Fonseca



Borboletas e Fadas



Lá vão elas de galho em galho pousando aqui e acolá
A menina embevecida não sabe onde olhar
Tantas borboletas voando a brincar
Suas azas ao sol a brilhar
Tantas cores elas tem verde, azul, amarelo e vermelho também.
Como é lindo ver as fadinhas sorrindo a brincar
Em sua imaginação já não são borboletas
São fadas benfazejas que indicam o caminho
Passando com cuidado com medo de as machucar
Com elas se põem a falar.
Lindas fadinhas que enfeitam meu jardim
Tragam de longe um lindo príncipe pra mim
Que ele venha num belo cavalo alazão
Com roupas bordadas de ouro
E um belo coração
Que seu sorriso desperte em mim
Um grande amor que não tenha fim.
Que ele me ame e queira casar.
Afasta a feiticeira pra não atrapalhar.
E no dia do casamento uma grandes festas vai acontecer.
E as lindas fadinhas madrinhas vão ser
Que eu possa meu pedido realizar
E um grande amor eu possa achar.
E as borboletas parecem entender a sua frente voam a correr
E eis que na beira do lago começam a rodar.
E um lindo meninoem uma moto ela vê aproximar.
Sorrindo os dois começam a falar.
Nascendo ali uma grande paixão.
E ate hoje os dois juntos estão.

Dione Fonseca

posted by DIONE FONSECA 11:38 AM
posted by DIONE FONSECA 11:29 AM









Chuva e estrela
















Sons de gotas que caem
È a chuva lavando a terra
As cordas de um violino
Reproduzem da alma um lamento
Prenuncio de uma saudade
Que minha alma invade
Chorando está meu pensamento
Chuva passe logo ,quero olhar o firmamento
Vendo o brilho da minha estrela
Que procuro neste momento.
Procurando agitada minha alma lamenta
As nuvens encobrem minha estrela ,meu tormento.
Parece que as gotas que caem sabem do meu amor.
Olhar o brilho de minha estrela amada
Não consigo de dizer do meu amor
Dentro do meu peito tem um grito de dor.
Minha estrela também chora
Querendo pra eu brilhar
Seu brilho não se apaga e seus raios guardam para mim
E o infinito logo se abrira
Em seu brilho de amor minha alma sorrira.
Dione Fonseca










Você é meu lago.










Brandura e beleza de um lago.
Acalma meu cansado coração
Mergulhando em suas águas cristalinas
ouvindo da brisa uma doce canção
Dentro destas águas lhe encontro
Um castelo nele vislumbra:
Reinando soberano meu rei, meu amado ,meu mundo.
De meus lábios sobe um canto de encanto .
As nuvens do céu a passar
No meu coração um lamento.
Por não ter quem estou a sonhar.
E no meu castelo de sonho volto a mergulhar
Vivendo este momento obstinado em sonhos de amar.
Sorrindo volto a terra e me vejo a suspira.
Olhando as nuvens seu semblante vejo formar.
È tão grande meu encantamento
seus olhos sobre eu sentir
Peço a Deus neste momento
Deixa meu amor meu afeto sentir.
Meu corpo voa como fada
em seus lábios indo pousar .
Tenho saudades mas só em sonhos posso te beijar.
As nuvens ao lago dessem
molhando meu corpo também.
São amantes se completando
Como sua alma completa a minha também...
O lago já não está calmo
O sol já não brilha no céu.
A turbulência na água,
O lago enlouquece na fusão.
Ouve um impacto das nuvens ao encontrar.
Transmutação só amor é assim.
Como minha alma a te beijar.
Seus beijos me deixam assim
mas meus olhos ficam a brilhar.
Parece o fogo do céu na minha alma a amar.
O sonho, o desejo,o amor, silêncio.
O fogo,a água , turbulência e a paz.
Dione Fonseca
30/04/2005








Você é meu lago.










Brandura e beleza de um lago.
Acalma meu cansado coração
Mergulhando em suas águas cristalinas
ouvindo da brisa uma doce canção
Dentro destas águas lhe encontro
Um castelo nele vislumbra:
Reinando soberano meu rei, meu amado ,meu mundo.
De meus lábios sobe um canto de encanto .
As nuvens do céu a passar
No meu coração um lamento.
Por não ter quem estou a sonhar.
E no meu castelo de sonho volto a mergulhar
Vivendo este momento obstinado em sonhos de amar.
Sorrindo volto a terra e me vejo a suspira.
Olhando as nuvens seu semblante vejo formar.
È tão grande meu encantamento
seus olhos sobre eu sentir
Peço a Deus neste momento
Deixa meu amor meu afeto sentir.
Meu corpo voa como fada
em seus lábios indo pousar .
Tenho saudades mas só em sonhos posso te beijar.
As nuvens ao lago dessem
molhando meu corpo também.
São amantes se completando
Como sua alma completa a minha também...
O lago já não está calmo
O sol já não brilha no céu.
A turbulência na água,
O lago enlouquece na fusão.
Ouve um impacto das nuvens ao encontrar.
Transmutação só amor é assim.
Como minha alma a te beijar.
Seus beijos me deixam assim
mas meus olhos ficam a brilhar.
Parece o fogo do céu na minha alma a amar.
O sonho, o desejo,o amor, silêncio.
O fogo,a água , turbulência e a paz.
Dione Fonseca
30/04/2005








MARCA










Quero gritar bem alto
De todo amor que tenho por você
Mas tenho que calar
Porque ninguém vai entender
Hoje procurei uma marca
Esta marca esta dentro de mim
Ninguém pode ver
Mas você amado pode sentir
É a tua marca
Foi você que a fez
E agora não tem volta
Amei amo e te amarei.
Já não vivo sem você.
Dione Fonseca

Tua ausência



Noite escura sem lua
Sinto falta do luar
Minha sombra eu não vejo
Nem me lembro de seus beijos
Que me deste ao chegar

Ando sozinha pela vida
Com minha alma perdida
Sem você a me abraçar
Nem você nem o luar
Comigo querem ficar

A estrela que me guia
A muito se escondeu
Entre as nuvens negras
Ela de mim se perdeu

Com os olhos cheios d'água
E o peito a soluçar
Meus lábios ressequidos
Querem precisam te beija

É tanto o meu tormento
Que desta vida nada mais sei
Apenas sigo meu caminho
Aonde eu vou nem mesmo sei

O meu ninho esta vazio
Está cheio de carinho
De lembranças de você
Suspirando eu te chamo
Que vontade de te ter

A dor me vem de dentro
Queima meu coração
Vivo por viver
Sem ter mais ilusão
Nesta vida sem amor
Melhor morrer então.

Dione Fonseca

Sem você? Não!


Leva-me... Leva-me.

Não me deixe!

Como pode pensar em ir e aqui me deixar?

Se você parte pouco a pouco eu parto também.

Não posso ficar.

Não quero ficar

Sem você não há vida.

Leva me com você

Num abraço sem fim.

Juntos

Eu e você eterno.

Em um enlace indestrutível.

Sem você não pode ser

Não continuarei

Não ficarei Ser não me levar parto antes

E lá te esperarei.

Ou me leva ou parto antes

Não me deixa

Leva-me... Leva-me.

Dione Fonseca


<


30/09/2004





Sem saber


















Escuridão
Longe muito longe...Apenas uma fagulha de uma luz...De uma estrela. Olho aquele ponto...
Aquele brilho minúsculo...Sou Eu? É a esperança?
É o amanhã... Ou é o passado?
Sinto vontade de mergulhar em direção desta fagulha.
Para ver o que tem lá.
Ali só o nada! O nada... O nada...
Meus pés não sentem o chão.
Minhas mãos só encontram o vazio!
Vazio do ser, vazio... Do não somar do não multiplicar.
Só vejo o nada.
Farei um vôo pra esta luz?
.Mas onde estão as minhas azas?
Como chegarei até lá?
Como ir ao encontro da luz? Se meus pés pesam.
... No abismo estou sentada sobre uma pedra enorme de uma montanha!
No silencio...
Ouço gritos do meu próprio ser.
Procura do mais...
Da soma.
Onde estou? Quem sou?
Da onde vim,
Irei até lá?
Continuarei até lá?
Conseguirei chegar ao fim?
Oh! Jornada cansativa! Eterna...
Chama-me!
Leva-me! Deixe me ir ao encontro da luz!...
É a luz do meu ser.
Da minha vida passada.
É o meu eu?
Envolvo me nesta luz.
Esta luz da procura do meu ser...
Do meu eu.
Tão escondido,
Tão mergulhado...
Que nem eu mesma sei...
Como chegar até lá?
Como deixar me envolver.
Banhar nesta luz nesta claridade sem fim?
Esta luz que me embriaga...
Que me alucina...
Que toma todo meu ser.
Envolve-me lentamente...Pausadamente...Demorada...
Consome-me nesta chama nesta chama do meu ser! Começo...Fim?
Passado, presente, futuro...
Esta tudo ali
Queima, envolve, me cega.
Lentamente.
Na escuridão eu vi a luz
Na luz eu nada vejo!
Porque ela me tomou toda...Todas as células.
Tudo que existe em mim!
Queima nesta luz...
Do meu ser do seu ser!
Da soma da multiplicação...
Já não sou eu que vivo! Não sou eu que estou aqui!
É apenas a chama!
Esta luz, este fogo que abrasa que envolve.
Onde estou?
Que luz é esta?
Que me queima e me consome...
Devora-me!
Não quero sair daqui.
Não quero sair desta luz!
Quero me queimar ate o fim...Cinzas...
Embriagar-me
No teu eu do meu eu.
.Na profundeza do meu ser.
Do começo ao fim.
Oh jornada...
Como sair da luz?
Se ela me embriaga e me envolve como uma mariposa!!!
Derrota-me.... Alucina-me....
Esta luz....
Não me deixa ir....
. Longe da luz é frio!
Nada existe....
Nada quero....
Há não ser o sentir.
Sentir esta chama, este ardo!
Que me invade... Me consome...Me arrasta!
Não tenho forças...Fraca...
Não quero ir...
Não posso ficar!
Escrava de uma dor!
Escrava de uma paixão!
Escrava de mim mesma...
Alegria...Dor... Solidão...
Partilha...
Momentos que se eternizam nesta chama que me consome
Sem começo.... sem fim...
Não há dor!
Não há solidão!
Apenas a luz.
Completando-me. Me destruindo...
Fortificando-me...Tornando parte dela!
Parte do meu Eu.
Já não sei se sou a luz...Ou se a luz que sou eu!
Já não sei se esta luz é meu próprio eu...
Ou se é o teu eu misturado no meu!
É do passado... É do futuro...É do presente.
Há eu não quero...!!!
Eu não me posso, não quero, eu não posso ficar, eu não posso ir.
.Grilhões!
Prisão....
Liberdade. Suave...Forte...
Liberdade....Soma...Soma...Soma...
Eu. Você. Nós.
Eterno.....Eterno....Eterno....
Vai....Vem....
Leva-me.... Me deixa....
Completa-me! Fica!
Fica....
Soma....
Multiplica....
Eterno....
Eu, nós!
Pra sempre...
Dentro...Nós.
Dentro....Nós.
Pra sempre!





posted by DIONE FONSECA 11:28 AM

posted by DIONE FONSECA 11:27 AM







HÁ SE EU VOASSE



Há onde meu coração está.
Solidão, paixão, saudade.
Vontade de te tocar
Suspiro por ti
Vem me encontrar
Queria ir
Queria voar
Não posso, tenho que aqui ficar.

Duro não ter asas
E não poder voar
Olhar o céu azul
E na terra ter que ficar

Subir as montanhas
Pra longe poder olhar
E ver se no caminho
O meu sol vai despertar.

Meu sol é você.

Dione 02/2004




FOTO.



Olhando nossa foto
Vejo o brilho no olhar
Meus olhos parecem estrelas,
Felicidade de com você estar!

Olho os teus olhos também estão a brilhar!
Seu semblante tão amado
Eu posso contemplar

Olho cada detalhe...
.Você aqui esta!
Contemplo sua face
Meus olhos começam a marejar

Seus lábios...
Seu abraço.
Suas mãos
Seu rosto
Seu sorriso

Você tão perto de mim!Suas mãos em meus ombros
Até posso de novo sentir...
Tão próximo.
Tão amado...
Queria que fosse sempre assim!

Você é lindo! E é tudo para mim!
Seu nome
Seu rosto, sua foto!
Em uma só palavra se torna!
Amor!

Dione... 9:00 do dia 27/2/04.

Quero tocar você


Deixa me tocar
Suas mãos seus olhos
Seu rosto amado.
Quero tocar sua alma,
Sentir tua presença
Escutar seu sorriso
Sentir teu amor manando de você
Através do seu olhar.
Quantas vezes eu sinto seu olhar no meu
Mas de dentro de mim
Parece que você que olha não mais sou seu!
Vives através de mim...
Porque você é vida
Você é a luz.
Tenho medo de ficar na escuridão.
Que meu sol para mim não brilhe
Só de pensar sinto o peso da solidão.
Que vazio, que medo eu tenho de te perder.
De não só escutar seu sorriso
De não poder falar com você.
Não posso nem pensar
Que e como vai ser se um dia perder você!

Dione Fonseca


posted by DIONE FONSECA 11:27 AM







Angustia


Não sei porque...
Acordei angustiada
È como se uma tormenta surgisse no horizonte
Não sei o que ela pode me causar
Deve ser os que os marinheiros sentem
Quando avistam no horizonte nuvens negras
Sem saber que rumo elas vão tomar
Também avisto nuvens no meu horizonte
Nem não sei o que é há
Pode ser uma chuva passageira
Daquelas que refrescam limpam a natureza
E deixa um perfume gostoso no ar.
Mas pode ser uma tormenta que aproxima
E eu não sei o que ela pode me causar.
Penso em você...
Não tenho como te falar
Na verdade nunca sei onde você pode estar
Não é sua presença física que falo
È do seu querer do seu amar
É de você que eu preciso
Para poder me acalmar.
Se eu estiver com você não importa a tormenta
Nem o que ela pode causar.
Em seus braços refugio
E nada pode mais me atormentar
No abrigo dos seus braços
Sempre eu quero estar.
Mas eu não tenho você
Esta longe não há como te alcançar.
Se te alcanço com a mente
E te vejo em meu ser
Não me realizo
Preciso tocar em você.
È teu abraço que eu quero
Até minha angustia passar.
As tormentas são de minha alma
A soluçar minha mente
Saudade do meu lar.
Meu lar é você e é nele que quero estar.
Esta dor em meu peito parece que nunca vai terminar.
Só você com ela pode acabar.
Enquanto o tempo não passa e as nuvens a me ameaçar
Fico triste só querendo ver esta dor passar.
Só você tem a resposta...Quando esta tormenta vai passar...
Talvez nem você saiba a resposta pra me dar
Apenas acenas no horizonte dizendo vai passar.
Juntos ficaremos...
|Será?

Dione 13/04/2004


LABAREDAS




Intensas,
Queimam,
Ferem,
Destroem
Consomem,
Energenisam.

De onde vem?

Do meu ser?
Do seu ser?
Fogo que acende dois corpos

ROSAS


Rosadas perfumes mil
Colheste -te... a minha rosa
E deixou lembranças depois sumiu...
As pétalas pelo caminho encontrei secas, enroladas, dispersas,
Como minha mente,
As pequei, faltam algumas...
Aspirei ainda contem perfume,
Meu ou seu?
Isto eu já não sei.

Dione 02/2004

FOGO


Labaredas.
. Vermelhas,
Quentes,

Nus ou cálidos
Pertos ou distantes

Fogo que apaga ou acende
Os meus e os teus anseios
Sem ar, fico.
Meu pensamento aquece,
Corpo estremece
Alma eloqüente por desejo.

Fogo que purifica
Toda ânsia do meu ser
Fogo que abrasa
Paixão...
Não!
É apenas desejo...
É fogo.

Dione 02/2004

VIAGEM


PARTI.
MEU CORAÇÃO SOLUÇAVA
EU NÃO QUERIA IR.
MAS EU PRECISAVA
NESTA VIAGEM IR
FUI.
ENCONTREI-TE,
NÃO QUERIA PARTIR
JÁ NÃO QUERIA VOLTAR
PORQUE TIVE QUE IR?

AGORA TE ENCONTREI
NÃO POSSO TE DEIXAR
COMO EU FAREI
NÃO POSSO TE LEVAR
VEM COMIGO...
NÃO, PODES VIR.
ESTA VIAGEM.
TROUXE-ME PARA O AMOR
QUE EU SEMPRE SENTI!
E AGORA DEVO VOLTAR
MAS FIQUEI PARTIDA
SEM PODER RETORNAR

RETORNEI PRA ONDE NÃO QUERIA
E MEU SOLUÇO AINDAVOCÊ PODE ESCUTAR
FOI O AMOR QUE EU DEIXEI
E HOJE VIVO A SONHAR
COM A VIAGEM QUE FIZ
SEM PODER DE NOVO RETORNAR...
Dione. 02/2004


AUSÊNCIA


Estás longe?
Não estas bem perto,
Posso sentir...
Estás dentro de mim
Na minha mente és constante

Nos meus sonhos eu te vejo
Tenho-te dentro de mim
Mas, sua ausência me.
Entristece, mesmo estando dentro de mim.

Não posso de tocar
Teu calor, eu não sinto...
Que vontade de te abraçar...

Seus lábios eu não tenho
Nem sua mão a me afagar
Terei algum dia?
Eu não sei...
Que vontade de te amar!


Dione 2004-02-20
>
posted by DIONE FONSECA 11:25 AM







Violino


Você

Amigo Antônio




Você meu mais novo amigo,
Derepente sinto o quanto
Você se tornou importante
Aquele que confio.
O meu irmão de sangue.
É para você que eu digo
Do meu amor distante
Você se tornou a ponte
Cupido tu para mim te tornaste
Alivio nas horas incertas
Se não te tivesse amigo?
Como atravessaria a ponte.

Ponte aquela que uni dois lados
Para mim meu amigo
Hoje você é a Ponte.
Entendes o que eu sinto
E sabes do meu amado mais que eu.
Leve pra ele meu amigo
Todo amor que Deus me deu.
E pra você meu abraço
Minha amizade e meu carinho
Que seria de minha vida se não tivesse
Esta ponte em meu caminho.
Apenas posso te dizer
Obrigado por ser meu amigo
Obrigado por ser amigo do meu amor distante.

Dione Fonseca de Barros



Dione. 18/04/2004

É noite



Tudo é silencio
Só escuto meu coração
Que posso fazer?
É no silencio que me encontro
E comigo mesma posso falar
Pensar, refletir, analisar...
Mas quando me vejo
É você que me vem à mente
Ai não é, mas comigo que falo.
Falo com você
Mesmo sem você
Escutar-me.
Mas eu penso que você
Mesmo de longe
Pode receber minhas ondas mentais
Se que quando te falo sem falar
Você em mim pode pensar
Então te envio todo carinho que quero te dar!
Deves sentir estas ondas mentais...
E quando com você eu falo
Meu coração acelera.Taquicardia...
Vontade imensurável de te ver
Basta isto ver você.
Mas não vejo, mas te sinto.
E te falo de amor.
Falo da saudade.
Falo da falta que tenho de você
Torno-me repetitiva.Não sei, mas o que te dizer.
Sempre repito amo você
Não sei como posso viver sem você.
Tanta coisa a mente me vem.
Lembranças.Sonhos, paixão.
Desejos realizados
Desejos que em minha mente presente estão
Não sei se é errado tanto amor em um coração
Por certo não devia querer te como quero
Mas quem manda no coração?
Sei que nos meus pensamentos sempre encontro você
Quero me encontrar, mas só existe você.
Quero falar de mim mesma ver me e vejo você
Então eu escrevo...Talvez você possa ler
Sei que sou preciosa e que vivo pra você
Mas preciso dosar este amor
Porque se não te sufoco
E acabo perdendo você.
Mas perder te eu não posso
Porque dentro de mim existe você
Existe muitas formas de te ter
E uma delas é te amar dentro do meu ser.
Nele te encontro
E ninguém pode me tirar
Nem mesmo você
Porque é em mim que você vive
Como é bom amar você.
Se te beijo eu sinto
O calor dos beijos seus
Se te escuto me emociono
É musica teu falar
Se te vejo eu nem posso dizer
Como fico querendo te abraçar
Mas neste encontro da minha mente
Tudo eu posso
Ai, como é bom sonhar!
AMOR

DIONE. 18/04/2004



Você não foi feito de barro e sim de luz
Sua luz esta dentro de você e que embriaga -me
Não deixe que a escuridão envolva teu ser.
Abre a porta do teu eu
E deixe que sintam o que existe dentro de você
Restaura a beleza que tens
Mostra esta luz.
Esta luz que eu vejo
Esta luz que somente meu amor alcança
È esta luz que me levou a você
Não há esconda de mim.
Não adianta querer de mim esconder.
Meus olhos a enxergam
Mesmo na mais terrível escuridão.
Tantas coisas tenho pra te dizer
Mas meus lábios mudos estão.
Não podes e não queres entender
Fechas pra mim a porta
Devagarzinho esta fechando, mas você não vê.
Esta porta não tem chave
A chave esta em você.
Mas esqueceste de algo me trancaste dentro de você...

Dione Fonseca


Oh, meu violino quem te fez assim
Tocas o som de minha alma
Minha alma tem este som dolorido
De tuas cordas a encher o ar
De sons doloridos vibrantes
Quentes, solitários e saudosos.
Sinto através do teu som tudo que minha alma diz.
Escuta. Ouve...Doce e
Triste.Amargo e solitário
Presente me traz lembranças esquecidas
Mas presente dentro de mim consciente ou não...
Suas cordas me dizem o que sinto neste som que me invade.
E me dizem que se passa dentro do meu sentir.
Se você quiser também pode ouvir!
Ouve este som, mas ouve com a alma com o amor.
Escuta no seu sentir, no seu inconsciente.
E traga a tona tudo que minha alma através deste som que quer falar.
Talvez assim entenda minha maneira de Ser.
Se ler minha alma então saberá o que sinto
Que em minha alma eu carrego
Sonhos e esperanças e um doce amar.
Que dentro do meu ser existe carinho,
Dor, alegria e desamor, mas o que conta é o amor.
Esperanças e sonhos doces ou não, insanos e profundos.
Mas verdadeiros e cheios de esperança de ter o grande amor.
De ser recíproco com dores e alegrias.
Porque nesta vida temos dor
Mas tudo fica mais fácil quando se tem o amor.
Também as duvidas do amor
Que torna a angustia profunda
Sem saber se existe ou não
Correspondência neste amor.
Às vezes é no pouco que surge a duvida
Porque no muito se tem a certeza.
Detalhes...Que se acumulam. Pequenas coisas
Que se acumulam como a espera de algo marcado
Que se esquece ou se deixa.
Quem deixa esquece quem espera sofre.
O esperar é o som triste do violino
Às vezes o som que se espera não é do violino
Mas de um telefone...
De uma palavra não dita, de um olhar esperado que não se tem.
Da solidão da ausência de um rosto amado, do som de uma voz...
Ou o tempo que passa sem som algum.
Violino cujo triste som às vezes toca alegre.
Se este som é feliz nos faz dançar
A dança do amor.
Do som esperado...
Do telefone que toca dizendo aqui estou
De olhares encontrados e
Da comunhão de almas no encontro da paixão
Encontros que se dão através de sons.
De imagens vindo por telefone ou não.
Do toque apaixonado de mãos que se tocam
Pele com pele. Olhares e desejos contidos.
Tudo isto no som de um violino...
A saudade sempre presente mesmo no tendo sem ter.
Talvez um dia este toque este som meu e teu
Toquem a mesma canção
E ao som do violino nossas almas dançaram


Dione Fonseca








MARCA










Quero gritar bem alto
De todo amor que tenho por você
Mas tenho que calar
Porque ninguém vai entender
Hoje procurei uma marca
Esta marca esta dentro de mim
Ninguém pode ver
Mas você amado pode sentir
É a tua marca
Foi você que a fez
E agora não tem volta
Amei amo e te amarei.
Já não vivo sem você.
Dione Fonseca

Tua ausência



Noite escura sem lua
Sinto falta do luar
Minha sombra eu não vejo
Nem me lembro de seus beijos
Que me deste ao chegar

Ando sozinha pela vida
Com minha alma perdida
Sem você a me abraçar
Nem você nem o luar
Comigo querem ficar

A estrela que me guia
A muito se escondeu
Entre as nuvens negras
Ela de mim se perdeu

Com os olhos cheios d'água
E o peito a soluçar
Meus lábios ressequidos
Querem precisam te beija

É tanto o meu tormento
Que desta vida nada mais sei
Apenas sigo meu caminho
Aonde eu vou nem mesmo sei

O meu ninho esta vazio
Está cheio de carinho
De lembranças de você
Suspirando eu te chamo
Que vontade de te ter

A dor me vem de dentro
Queima meu coração
Vivo por viver
Sem ter mais ilusão
Nesta vida sem amor
Melhor morrer então.

Dione Fonseca

Sem você? Não!


Leva-me... Leva-me.

Não me deixe!

Como pode pensar em ir e aqui me deixar?

Se você parte pouco a pouco eu parto também.

Não posso ficar.

Não quero ficar

Sem você não há vida.

Leva me com você

Num abraço sem fim.

Juntos

Eu e você eterno.

Em um enlace indestrutível.

Sem você não pode ser

Não continuarei

Não ficarei Ser não me levar parto antes

E lá te esperarei.

Ou me leva ou parto antes

Não me deixa

Leva-me... Leva-me.

Dione Fonseca


<


30/09/2004





Sem saber


















Escuridão
Longe muito longe...Apenas uma fagulha de uma luz...De uma estrela. Olho aquele ponto...
Aquele brilho minúsculo...Sou Eu? É a esperança?
É o amanhã... Ou é o passado?
Sinto vontade de mergulhar em direção desta fagulha.
Para ver o que tem lá.
Ali só o nada! O nada... O nada...
Meus pés não sentem o chão.
Minhas mãos só encontram o vazio!
Vazio do ser, vazio... Do não somar do não multiplicar.
Só vejo o nada.
Farei um vôo pra esta luz?
.Mas onde estão as minhas azas?
Como chegarei até lá?
Como ir ao encontro da luz? Se meus pés pesam.
... No abismo estou sentada sobre uma pedra enorme de uma montanha!
No silencio...
Ouço gritos do meu próprio ser.
Procura do mais...
Da soma.
Onde estou? Quem sou?
Da onde vim,
Irei até lá?
Continuarei até lá?
Conseguirei chegar ao fim?
Oh! Jornada cansativa! Eterna...
Chama-me!
Leva-me! Deixe me ir ao encontro da luz!...
É a luz do meu ser.
Da minha vida passada.
É o meu eu?
Envolvo me nesta luz.
Esta luz da procura do meu ser...
Do meu eu.
Tão escondido,
Tão mergulhado...
Que nem eu mesma sei...
Como chegar até lá?
Como deixar me envolver.
Banhar nesta luz nesta claridade sem fim?
Esta luz que me embriaga...
Que me alucina...
Que toma todo meu ser.
Envolve-me lentamente...Pausadamente...Demorada...
Consome-me nesta chama nesta chama do meu ser! Começo...Fim?
Passado, presente, futuro...
Esta tudo ali
Queima, envolve, me cega.
Lentamente.
Na escuridão eu vi a luz
Na luz eu nada vejo!
Porque ela me tomou toda...Todas as células.
Tudo que existe em mim!
Queima nesta luz...
Do meu ser do seu ser!
Da soma da multiplicação...
Já não sou eu que vivo! Não sou eu que estou aqui!
É apenas a chama!
Esta luz, este fogo que abrasa que envolve.
Onde estou?
Que luz é esta?
Que me queima e me consome...
Devora-me!
Não quero sair daqui.
Não quero sair desta luz!
Quero me queimar ate o fim...Cinzas...
Embriagar-me
No teu eu do meu eu.
.Na profundeza do meu ser.
Do começo ao fim.
Oh jornada...
Como sair da luz?
Se ela me embriaga e me envolve como uma mariposa!!!
Derrota-me.... Alucina-me....
Esta luz....
Não me deixa ir....
. Longe da luz é frio!
Nada existe....
Nada quero....
Há não ser o sentir.
Sentir esta chama, este ardo!
Que me invade... Me consome...Me arrasta!
Não tenho forças...Fraca...
Não quero ir...
Não posso ficar!
Escrava de uma dor!
Escrava de uma paixão!
Escrava de mim mesma...
Alegria...Dor... Solidão...
Partilha...
Momentos que se eternizam nesta chama que me consome
Sem começo.... sem fim...
Não há dor!
Não há solidão!
Apenas a luz.
Completando-me. Me destruindo...
Fortificando-me...Tornando parte dela!
Parte do meu Eu.
Já não sei se sou a luz...Ou se a luz que sou eu!
Já não sei se esta luz é meu próprio eu...
Ou se é o teu eu misturado no meu!
É do passado... É do futuro...É do presente.
Há eu não quero...!!!
Eu não me posso, não quero, eu não posso ficar, eu não posso ir.
.Grilhões!
Prisão....
Liberdade. Suave...Forte...
Liberdade....Soma...Soma...Soma...
Eu. Você. Nós.
Eterno.....Eterno....Eterno....
Vai....Vem....
Leva-me.... Me deixa....
Completa-me! Fica!
Fica....
Soma....
Multiplica....
Eterno....
Eu, nós!
Pra sempre...
Dentro...Nós.
Dentro....Nós.
Pra sempre!





posted by DIONE FONSECA 11:24 AM







Pensamentos









Pensamentos


















Sinto a brisa...
Perfumes de selva, entram pela janela.
Que doce sentir...Sinto me refrescar por inteira,
meu corpo envolvido pelo perfume.
Minha mente vagueia...
Passo por rios e cascata,por montanhas geladas e desertas,
por florestas e mares,por todo o universo.
Encontro me a beira de um lago,onde pássaros deslizam na água
refletindo o brilho do sol.
Uma canoa espera para levar as lembranças.
Talvez dentro dela não vão só as lembranças.....
Talvez leve ali escondido, todo amor que dediquei nesta vida.
A canoa desliza na pequena correnteza, se existe tenho certeza.
Mas ela começa sua trajetória levando dentro dela toda uma história.
Levada ao sabor do vento, seguida pelos meus pensamentos à barca vai ao encontro do destino, seu rumo certo ninguém sabe nem eu . Minha vida vai pela correnteza sentindo dentro de mim uma enorme tristeza de ver na barca meu destino.
Ninguém nesta vida sabe se vai ou se fica. Nem sabe o caminho certo mesmo tendo uma meta quem decide é o destino. Cruel e prepotente segue o destino sua sina trazendo as dores da vida sem perdão sem ambição levando que acha pelo caminho. O barco não tem remo ficou com o pescador que do barco se esqueceu levou não usou e guardou.
No remo de minha vida existe um pescador que do meu barco junto com o leme levou . Agora na minha vida só um soluço uma dor.[/center>

DIONE FONSECA










MINHA CANÇÃO


















Acordei cantando
Sou eu quem canta
Uma nova e única canção
Minha voz ecoa
Sobe vales e colinas
Adoçando corações
Se me conheces me amas
Se me sentes se apaixona
Sou única, sem igual
Canto para a natureza
Canto para o criador
Cante comigo
Você também é único
Ame a todos e se deixe amar
Sinta a vida em você
Sinta a vida em mim
Nada é igual
Cada um é inigualável
Oceano de beleza
Onde reflete o criador
Tesouro imensurável
Eu e você insubstituível
Somos juntos amor.
Dione Fonseca





















posted by DIONE FONSECA 11:22 AM




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...